A ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) apresentou ontem (20/09) o livro \”Acidentes de Trânsito no Brasil – Um Atlas de sua distribuição\”, na capital paulista. Trata-se de um estudo elaborado pelas professoras Maria Helena de Mello Jorge e Maria Sumie Koizumi, ambas da Universidade de São Paulo (USP) e revela que todos os anos morrem 35 mil pessoas e cerca de 120 mil são internadas decorrentes de acidentes de trânsito.

\”Para produzir o estudo, nos valemos de informações do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Detran (Departamento de Trânsito) e Ministério da Saúde. O Atlas inclui pouco texto e muitas ilustrações informativas com aspectos relativos a frota e acidentes, entre outros itens, para facilitar a compreensão e absorção dos dados\”, disse a acadêmica Maria Helena.

Segundo o estudo, morrem cerca de 98 pessoas por dia de acidentes de trânsito no Brasil. Relacionado a esse fato, a Dra. Mario Sumie identificou uma curva de redução dos mortos e feridos após o lançamento do novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em setembro de 1997, talvez por medo das penalidades previstas no CTB. \”Isso ocorre porque embora a lei seja dura, a fiscalização ainda é deficiente\”.

O Atlas mostra também a relação entre acidentes, população e frotas de veículos divididos por Estados e capitais, entre os anos de 1996 e 2005, além de informações sobre o tipo de veículo/acidente, além do sexo e faixa etária das vítimas.