As rodovias concedidas são operadas com base em informações obtidas por imagens transmitidas em tempo real por câmeras de monitoramemto

Estudo promovido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR – que analisa o número de acidentes nas rodovias concedidas indicou aumento na segurança das rodovias sob administração privada.

O índice realizado com as informações das 59 concessionárias de rodovias brasileiras, mostra que em 2015, o número de acidentes, mortos e feridos atingiu o menor patamar desde 2009, apesar do aumento crescente no tráfego de veículos e na extensão da malha rodoviária.

Há sete anos, 451.829.219 veículos trafegaram pelos 14.585 quilômetros de rodovias privadas. Ao final de 2015, houve aumento de 46% no tráfego de veículos (660.460.219) e 30% na extensão da malha rodoviária (19.030).

Apesar dessa realidade, o índice relativo de acidentes caiu cerca de 20%, o de feridos 25% e o de óbitos 35%. O índice relativo criado pela ABCR calcula o número de acidentes, feridos e mortos sobre o número de tráfego de veículos nas rodovias concedidas.

fonte: ABCR

O presidente da ABCR, César Borges, explica que desde o início do Programa de Concessões, em 1995, foram investidos mais de R$ 50 bilhões em obras e mais de R$ 45 bilhões em manutenção e melhorias de segurança nas vias.

Grande parte das concessionárias de rodovias são signatárias do Pacto Mundial da ONU pela Década da Segurança no Trânsito, que visa diminuir, em pelo menos 50%, o número de vítimas de acidentes até 2020.