Entre janeiro e abril deste ano, o movimento de veículos pesados nas rodovias administradas por concessionárias no Brasil caiu 4,9%, na comparação com o mesmo período de 2015. Os resultados do fluxo total de veículos no quadrimestre apontam queda de 2,3%. Os dados são da ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias), em parceria com a Tendências Consultoria. Já o Índice ABCR de atividade de abril, na comparação com março apresentou alta de 0,2%, considerando dados livres dos efeitos sazonais. No período, o fluxo de pesados cresceu 0,9%, nessa mesma base de comparação. Em relação a abril de 2015, o índice total apresentou queda 4%. O fluxo de veículos pesados teve queda menos intensa, de 2,9%. “Apesar de ser uma variação positiva, ainda é uma elevação moderada. O fluxo de veículo pesados, por exemplo, não reverte a queda registrada no mês anterior. A retração esperada para as atividades industrial e comercial fundamentam uma evolução ainda desfavorável para o fluxo de pesados nos próximos meses”, afirma Rafael Bacciotti, economista da Tendências Consultoria.

Fonte: CNT, com informações da ABCR

00