Em setembro deste ano, a VWCO venceu uma licitação para fornecer 150 caminhões operacionais com tração integral ao Exército Brasileiro. Por esse motivo, as primeiras unidades a integrar uma missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti estão previstas para chegar em janeiro de 2009. São onze unidades do modelo VW Worker 15.210 4X4, prontas para embarcar pelo porto do Rio de Janeiro/RJ a cidade Porto Príncipe, onde está o Comando Militar Brasileiro, coordenador de 6.700 militares de 16 países que participam da missão.

A maior parte será usada em regiões fronteiriças de difícil acesso nas regiões Norte e Centro-Oeste, além de missões no exterior. Os novos veículos da ONU fazem parte dessa negociação, sendo que outras 14 unidades já haviam sido entregues às Forças Armadas no primeiro semestre de 2006. A frota da Volkswagen no Haiti chegará a 40 unidades no ano que vem e será utilizada no transporte de tropas e equipamentos, em substituição a caminhões de outra marca.

\”Os caminhões enfrentarão uma situação real de guerra, com estradas destruídas e zonas de conflito armado, por onde é preciso circular com agilidade e robustez. O VW 15.210 4X4 foi o escolhido pelo Exército por reunir essas características, e ainda por ter passado pelo seu rigoroso processo de homologação. Esse documento atesta a qualidade e eficiência do produto, sendo aceito pelas forças armadas de vários paises\”, explica Roberto Cortes, presidente da Volkswagen.

Para aprovar o VW 15.210 4X4, o Exército o submeteu a rodagens por terrenos arenosos, alagados e com lama, além de manobras de embarque aéreo e marítimo, transporte de pontes, uso de biodiesel em mistura B2 (2% de mistura ao diesel convencional) e até testes de balística, conferindo a resistência da cabine a estilhaçamentos. Se obtiver o registro da Organização do Tratado do Atlântico Norte – OTAN, que também participa do esforço de paz no Haiti, a Volkswagen ampliará o mercado de exportação desse modelo.