Uma mobilização do SETCERGS reuniu cerca de 100 caminhões de empresas associadas e na última quarta-feira (3/12) promoveram um manifesto na capital gaúcha contra a prorrogação dos contratos de pedágios.  Dividido em dois comboios, um saindo do Porto Seco e o outro da cidade de Canoas, a carreata percorreu a área central e as principais avenidas da cidade. O objetivo foi sensibilizar a população sobre o assunto.

Simultaneamente na Praça da Matriz ocorreu um ato público organizado pelo Comitê Contra a Prorrogação dos Pedágios, em que a FETRANSUL e o SETCERGS estão engajados junto com mais de 50 entidades. Um carro de som posicionado em frente ao Palácio Piratini serviu de palco para as manifestações de deputados estaduais, prefeitos, vereadores, lideranças setoriais e comunitárias.

Como porta-voz do setor de transporte, o presidente do SETCERGS observou que o protesto era pacífico e ordeiro.  Sérgio Neto explicou que essa iniciativa visava também sensibilizar o Governo do Estado para a retirada da proposta de urgência do projeto. Mas advertiu que a manifestação pode ficar mais forte se o governo persistir em votar o projeto.  Ele pediu aos parlamentares que votem contra e parafraseando o Hino Riograndense sentenciou: \”Povo que tem virtude não pode ser escravo de concessionária\”.