A Confederação Nacional do Transporte (CNT) iniciou ontem (28/06) a Pesquisa Rodoviária CNT 2004, onde 14 equipes irão percorrer, durante 30 dias, cerca de 105 mil km das principais rodovias brasileiras. O objetivo é diagnosticar o estado geral de conservação das estradas do País com a verificação da qualidade do pavimento, sinalização e características de engenharia. A pesquisa terá duas novidades em 2004. A primeira é que toda a malha rodoviária federal pavimentada será avaliada, além de trechos de rodovias estaduais, incluindo a malha privatizada – diferente de 2003 que pesquisou 57 mil km. A segunda é a inclusão do Estado do Amapá para avaliação (BR-210, BR-156 e AP-010), totalizando 243 km. No ano passado, o estado de conservação geral foi classificado como deficiente/ruim/péssimo em 58,5% da extensão pesquisada.