Os custos variáveis do transporte rodoviário de cargas acumularam uma variação de 25,43% de agosto de 2002 a julho deste ano, de acordo com o Conet (Conselho Nacional de Estudos de Transporte e Tarifas), da NTC. O percentual corresponde ao INCVT3 (Índice Nacional do Custo Variável do Transporte), que vem sendo calculado pela Fipe/SP (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo), desde julho do ano passado, contemplando os custos nas transferências por caminhões trucados. O índice mede a evolução da soma dos custos variáveis, com destaque para preços de óleo diesel, manutenção, pneus, lavagem e lubrificação. Nos últimos 24 meses, a variação desses custos atingiram 49,38%. Os insumos com maior elevação de preço nos últimos 12 meses foram: pneus e recapagem (46,635), lubrificantes (31,22%), óleo diesel (28,27%) e peças (17,045).