A diretoria da DAF Caminhões está otimista com a retomada da economia brasileira e espera vender 18 mil caminhões pesados (acima de 40 toneladas PBTC) nos próximos quatro anos, em um crescimento progressivo e que, se confirmado, será de 800% sobre o que a marca vendeu nos últimos quatro anos: mais de 2.000 caminhões.

Para embasar o otimismo, a empresa apresentou hoje parte do seu plano para conquistar clientes que atualmente compram caminhões das marcas Scania, Volvo, Iveco e Mercedes-Benz.

Dentro do plano da holandesa está a ampliação da linha de caminhões pesados. Sem detalhar ainda, Luis Gambim, diretor comercial da DAF, revelou que novidades serão presentadas durante a Fenatran (entre os dias 16 e 20 de outubro) no São Paulo Expo. “No momento, só posso adiantar que as novidades serão para o segmento fora de estrada”, diz o executivo.

No primeiro de vendas, em 2014, a fábrica da DAF em Ponta Grossa (PR) produzida um caminhão por dia. Hoje, a produção está em seis por dia. “Até o final deste ano chegaremos a 10 caminhões por dia. O último mês de agosto foi o melhor mês da DAF no Brasil, com 115 caminhões emplacados. O volume acumulado do ano já nos garante praticamente 7% de participação de mercado no segmento de pesados”, acrescenta Gambim.

A DAF já vende mais caminhões pesados do que a Ford (apenas 116 unidades vendidas em oito meses deste ano) e Iveco (361). Alguns estados brasileiros, a DAF já conta com uma participação de 15%, inclusive, no quintal da Iveco, em Minas Gerais.

Também está no plano da empresa exportar para os países da América Latina, principalmente aqueles que já importam caminhões da marca fabricados na Holanda, ficando, assim, o atendimento pela subsidiária brasileira.

Pós-vendas

Para dar sustentação ao seu crescimento, a DAF Caminhões anunciou o seu plano de crescimento da rede de concessionárias e postos de serviços autorizados. Atualmente são 21 concessionárias e sete oficinas credenciadas. A 22ª revenda será inaugurada ainda este ano em Uberlândia (MG) e três novos postos de serviços homologados para dar assistência técnica em caminhões DAF em Duque de Caxias (RJ), Recife (PE) e Ji-Paraná (RO).

“Ampliamos de 28 para 32 pontos de atendimento ao cliente, mas em cinco anos vamos dobrar”, adianta Adcley Souza, diretor de desenvolvimento de rede.

Peças para MB, Scania, Volvo e Iveco

A TRP conta com 35 linhas de peças para caminhões MB, Scania, Volvo e Iveco

Desde o início de sua operação no Brasil, a DAF também começou a comercializar peças da marca TRP, da divisão Paccar Parts. A ideia deste o início foi atender os clientes frotistas que possuem caminhões das marcas Mercedes-Benz, Scania, Volvo e Iveco, além de ter uma opção de peças mais baratas também para os caminhões DAF.

A ideia de ter uma segunda linha de peças e também para caminhões de outras marcas foi tão boa que, no final do mesmo ano, a Mercedes-Benz lançou a linha de peças Alliance, e a Iveco lançou a linha NexPro este ano. Carlos Tavares, diretor da Paccar Parts, lembra que a diferença entre a rede DAF e as concorrentes, é que as outras marcas apenas vendem as peças e que a DAF vende a peça, faz o serviço dentro e dá garantia de um ano. Além disso, está nos planos da Paccar Parts abrir uma rede de lojas para vender peças DAF, Paccar e TRP. A linha de peças TRP conta ainda com peças para implementos rodoviários das marcas Guerra (empresa que fechou com a crise) e Facchini.