Revista nº 394

No barro e na curta distância

Carreteiros que transportam tijolos das olarias utilizam caminhões semipesados, rodam trechos de curtas distâncias e se dizem satisfeitos com o trabalho, pois não precisam viajar muito e podem retornar para casa

O ponto fraco de carreteiro

Rotina estressante, falta de tempo para cuidar da saúde e como se acomodar no caminhão para dirigir podem tornar o carreteiro uma das principais vítimas da lombalgia, dores lombares agudas e crônicas que quando não tratada pode afastá-lo do trabalho e até levá-lo à aposentadoria

O difícil ingresso na profissão

A falta de experiência em carteira é uma das principais barreiras que impedem o jovem candidato a motorista de caminhão de conseguir o primeiro emprego e realizar o sonho de viajar pelas estradas como carreteiro

Ford reforça faixa de 45T e amplia linha leve

Dona de uma participação superior a 20% do mercado brasileiro de caminhões, a Ford acaba de ampliar sua linha...

O mais potente da Europa

O lançamento sugere uma acirrada corrida de tecnologia para ver qual fabricante tem o caminhão de série mais potente...

Depois da barreira dos 50

O sonho de descansar depois de longos anos de estradas parece cada vez mais distante de motoristas autônomos que não têm condições de se manter sem o caminhão. Por outro lado, existem carreteiros que apesar da idade não pensam em parar e estão dispostos a continuar na profissão enquanto a saúde permitir

Entre o medo e o risco

Apesar do risco de ter o caminhão e a carga levada por assaltantes, o baixo faturamento obtido com o frete tem levado muitos motoristas autônomos a trabalhar sem equipamento de rastreamento ou seguro do veículo

A busca de um lugar seguro

Apesar da existência de uma liminar da Justiça Federal determinando a adoção de medidas preventivas para evitar riscos à saúde pública, o grande número de caminhões que transportam cargas perigosas não têm uma área adequada na região da fronteira do Brasil com Argentina para estacionar

Exemplo de descaso

Importante via de escoamento de produtos agrícolas de Minas Gerais para o nordeste, e sul de Goiás, a BR 365 enfrenta sérios problemas como falta de pavimentação em alguns trechos. Com isso, a redução do movimento ameaça encerrar as atividades de estabelecimentos, como postos de combustível e restaurantes

A fronteira do tempo perdido

por Evilazio de Oliveira Apesar da evolução no processo e eliminação de barreiras burocráticas ainda existem longas filas e espera para os caminhões cruzarem a...
- Publicidade -

ESTE MÊS

- Publicidade -

NOSSAS REDES SOCIAIS

124,909FãsCurtir
1,684SeguidoresSeguir
1,420SeguidoresSeguir
2,956InscritosInscrever

GALERIA DE FOTOS

Mais Lidas da Semana

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS