Revista nº 489

A caminho do crescimento

Iveco investe na qualidade de seus veículos e inaugura campo de provas próprio ao lado de seu complexo industrial, em Sete Lagoas/MG

Tabela de fretes pode baixar custos no transporte

Após a recusa do Governo em adotar uma tabela impositiva com preços mínimos para o custo do frete, a ANTT publicou uma resolução para...

Conforto e economia

Ter uma geladeira no caminhão é o sonho de muitos carreteiros, principalmente daqueles que rodam por regiões com temperaturas mais altas, porque possibilita ao motorista comer melhor e com mais economia. Porém, segundo motoristas entrevistados pela reportagem da revista O Carreteiro, o preço do produto tem sido a maior barreira para a aquisição do produto

Uso correto do pisca alerta

Assunto polêmico é o que versa sobre o uso do pisca-alerta. Quando usá-lo? Como usá-lo e por que usá-lo? A seguir, algumas dicas que...

Novos produtos a caminho

Ford comemora produção de 400 mil caminhões em São Bernardo do Campo e anuncia a chegada da caixa automatizada para modelos da linha Cargo, além de uma versão 8X2 de fábrica

Bom e barato

O velho hábito de preparar a refeição na caixa-cozinha está mais vivo do que nunca entre os carreteiros. Seja pela necessidade de gastar menos, pela qualidade dos alimentos, ou até mesmo pelo prazer de preparar a própria comida e comer o que gosta

Invasão feminina

Cuidadosas, dedicadas e interessadas são características que há anos têm motivado empresas de transporte a incluírem mulheres em seus quadros de motoristas de caminhão. Na região Centro-Oeste, onde o predomínio nas estradas é das grandes composições, elas estão se capacitando e ganhando respeito como carreteiras

Alavancando vendas de novos

Em quase dois anos de operação no País, o negócio de compra e venda de caminhões seminovos da Mercedes-Benz alavancou a venda de mais de 600 modelos zero quilômetro. Os veículos - de todas as marcas - são revisados e entregues com garantia de até um ano e sem limite de quilometragem

Vícios da velha carta

O cartão-frete tem feito o papel da carta-frete, a qual obrigava o carreteiro a abastecer até 35% do valor do documento. Ao menos é o que tem acontecido quando o motorista precisa de parte ou de todo o dinheiro do adiantamento do frete em postos que não tem o terminal para resgate
- Publicidade -

ESTE MÊS

- Publicidade -

NOSSAS REDES SOCIAIS

124,412FãsCurtir
1,616SeguidoresSeguir
1,364SeguidoresSeguir
2,774InscritosInscrever

GALERIA DE FOTOS

Mais Lidas da Semana

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS