O paulista André Marques, piloto da RM Competições – que disputa o campeonato com caminhão Volkswagen – foi o vencedor da oitava etapa do Campeonato Brasileiro, disputada neste domingo no autódromo Zilmar Beux, em Cascavel, no extremo Oeste do Paraná. Marques largou na primeira posição e nela se manteve até receber a bandeirada da vitória, ao final de 32 voltas (19 na primeira fase e 13 na segunda).

Emocionado com sua primeira vitória na categoria, desde a estreia em 2010, ele disse que suas chances reais de chegar ao primeiro lugar do pódio surgiram de dois anos para cá, quando ele passou a ter bons resultados e por várias vezes bateu na trave. “Finalmente venci e agradeço ao trabalho da equipe e à MAN Latin América”, completou o piloto.

Com a vitória, Marques passou a ocupar a quarta posição na disputa pelo título de campeão da temporada, com 221 pontos na tabela de classificação. À sua frente estão Diogo Pachenki em terceiro, com 275; Paulo Salustiano em segundo, com 280 e na liderança Felipe Giaffone, com 322 pontos.

Restam ainda duas etapas para o final do campeonato e 106 pontos em jogo, sendo a nona em Guaporé/RS, dia 06 de novembro, e em Curvelo/MG, etapa marcada para o dia 04 de dezembro, mas que poderá ser transferida para Londrina, possivelmente dia 11.

lm-115
No Campeonato de Marcas, a liderança é da Mercedes-Benz, com 663 pontos, seguida pela MAN Latin America, com 650, e Volvo e com 321. A quarta posição é ocupada pela Iveco, com 317 pontos; a Ford vem em quinto, com 215 e na sexta a Scania, com 91 pontos.

A etapa de Cascavel começou com 18 caminhões no grid, mas logo na volta de abertura para a largada lançada, o truck de Djalma Fogaça apresentou um problema, saiu da pista e não voltou. O Pace Truck entrou em cena e ainda antes da largada o caminhão de Fábio Fogaça (seu filho) também parou. O piloto Joel Mendes enfrentou a mesma decepção e parou na pista com problema no motor. Welington Cirino, por sua vez, teve de levar seu caminhão para o boxe com problema no sistema de freio.

Quando finalmente foi autorizada a largada, André Marques disparou na frente e não deu chances para o seu colega de equipe, Felipe Giaffone, que logo após a largada perdeu a posição para o piloto da casa, Diogo Pachenki. A ultrapassagem aconteceu pelo lado de dentro na Curva do Bacião. Paulo Salustiano, que havia largado na última posição – devido à punição recebida por excesso de fumaça no treino classificatório – começou uma série de ultrapassagens que culminou com o quinto lugar no pódio.

A etapa de Cascavel foi uma das disputadas da temporada, com destaque para o capotamento do caminhão de Débora Rodrigues. O acidente aconteceu após uma acirrada disputa pela sétima posição com Raijan Mascarello, na curva de alta velocidade conhecida como Água, na penúltima volta da primeira fase. Antes de o Volkswagen de Débora sair da pista, bater no guard-rail e capotar, houve um leve toque entre os dois caminhões Débora saiu ilesa da cabine.

A segunda fase da corrida foi marcada pela forte tocada de Paulo Salustiano para ganhar posições e terminar a corrida entre os primeiros colocados. Na sétima volta, depois de várias tentativas, ele coloca seu Mercedes-Benz ao lado Iveco de Roberval Andrade e finalmente assume a quinta posição que lhe garantiu um lugar no pódio. Os dois trucks entraram lado a lado e colados na curva do final da reta dos boxes. Raijan Mascarello aproveitou o momento e também fez a ultrapassagem sobre Andrade para ficar com a sexta posição. Na 12ª volta, André Marques recebeu a bandeirada que o colocou entre os vencedores da Fórmula Truck.