Concessionárias terão redução de impostos para executar melhorias

O Ministério dos Transportes aprovou o enquadramento de projetos de investimento de três concessionárias do setor rodoviário no Reidi (Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura). A decisão está em portarias publicadas no Diário Oficial da União e contempla as concessionárias que administram as rodovias BR-040/DF/GO/MG, BR-163/MT e BR-163/MS.

Com a aprovação dos projetos, essas empresas terão incentivos fiscais para executar, a um menor custo, obras nessas rodovias. O investimento total a ser feito pelas três empresas é estimado em R$ 12,109 bilhões e a suspensão dos tributos para os projetos aprovados gira em torno de R$ 526 milhões.

Das empresas contempladas, a Concessionária BR-040 S.A planeja aplicar o maior volume em investimentos, de R$ 5,365 bilhões, na recuperação, operação, manutenção, monitoramento, conservação, implantação de melhorias, ampliação de capacidade e manutenção do nível do trecho de 936,8 quilômetros que liga Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais.

A Concessionária Rota do Oeste vai aplicar R$ 3,015 bilhões em melhorias na BR-163/MT, com extensão de 850,9 quilômetros, e a Concessionária de Rodovia Sul-Matogrossense estima investir R$ 3,729 bilhões na BR-163/MS, com extensão de 847,2 quilômetros.

Da Agência Estado