Concessionárias preparam operações especiais para amenizar problemas

Aproximadamente dois milhões de veículos devem sair de São Paulo nos feriados emendados de Páscoa e Tiradentes, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A recomendação é para que o motorista evite os horários de pico.

Anchieta e Imigrantes
A Ecovias, concessionária responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, estima que entre 250 e 365 mil veículos devem passar pela rodovia em direção à Baixada Santista. Os horários de maior movimento devem ocorrer entre as 12h de quinta-feira (17) às 18h da sexta-feira (18). Para a volta, os horários de tráfego mais intenso devem ocorrer entre as 15h às 22h do domingo (20) e entre as 11h às 23h da segunda-feira.

Anhanguera e Bandeirantes
São esperados aproximadamente 850 mil veículos no Sistema Anhanguera-Bandeirantes entre quinta-feira (17) e segunda-feira (21), segundo a CCR AutoBan. Os horários de maior movimento devem acontecer na quinta, das 15h às 20h, e na sexta, das 9h às 13h. Para a volta à São Paulo, o horário de maior movimento deve ocorrer na segunda, das 14h às 21h.

Ayrton Senna e Carvalho Pinto
A Ecopistas, concessionária responsável pelo corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, estima que entre 966 mil e 1,2 milhão de veículos passem pelas rodovias entre sexta-feira (18) e segunda-feira (21). A previsão é de fluxo intenso das 17h às 20h da quinta-feira e entre as 10h às 14h da sexta-feira. No retorno à São Paulo, o tráfego deve ser intenso entre as 12h Às 15h da segunda-feira.

Castello Branco e Raposo Tavares
A CCR ViaOeste, concessionária responsável pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, estima que cerca de 638 mil veículos devem passar pelo sistema durante o feriado. O trânsito deve ficar intenso entre as 16h às 23h da quinta-feira (17) e das 7h às 15h da sexta-feira (18), no sentido Interior. Para a volta, o horário de maior tráfego ocorre entre as 16h às 22h da segunda-feira (21).

Fernão Dias
Cerca de 300 mil veículos devem passar entre quinta-feira (17) e terça-feira (22) pela rodovia que liga São Paulo a Minas Gerais. Os horários de maior movimento devem ser entre as 16h às 23h da quinta-feira e entre as 6h às 18h da sexta-feira (18). Na volta à capital paulista, o motorista deve enfrentar mais trânsito entre as 14h às 23h da segunda-feira (21) e entre as 6h às 14h da terça-feira.

Régis Bittencourt
A Concessionária espera um aumento de tráfego de 12% durante o feriado, em relação aos dias normais.  Na saída, os horários de maior movimento devem acontecer entre as 18h às 22h da quinta-feira (17) e entre as 5h às14h da sexta-feira, na pista sentido Curitiba (Sul). O retorno apresenta tráfego mais intenso entre as 12h às 22h da segunda-feira (21).

Via Dutra
A CCR Nova Dutra, responsável pela Via Dutra, estima que 275 mil veículos devam deixar São Paulo entre a meia noite de quinta-feira (17) e a meia noite de sexta-feira (18). Os horários de pico acontecem das 16h às 20h da quinta-feira e entre as 6h às 12h da sexta-feira. Na volta, a concessionária sugere que o motorista evite o período das 16h às 20h da segunda-feira (21).

No Paraná, os viajantes precisarão de paciência já que muitas rodovias estão em obras. Só na BR-376, que leva às praias de Santa Catarina, há três trechos com obras em pontes, onde há restrição parcial de tráfego, com a redução de uma faixa de circulação.

A concessionária que administra o trecho, a Autopista Litoral Sul, informa que em casos de alto fluxo, há a possibilidade de extensão operacional, com uma faixa extra. A tendência é de grande movimento: cerca de 39 mil veículos devem circular por dia no trecho entre Curitiba e Palhoça, que compreende trechos da BR-116, no Contorno Leste, e das BRs 376 e 101.

Quem vai ao Litoral pela BR-277 deve encontrar menos transtornos na rodovia. Há apenas uma obra em execução – a reconstrução da ponte sobre o Rio Jacareí, no quilômetro 18, em Morretes –, em que o fluxo de veículos é desviado por um trecho de 600 metros em mão dupla. A concessionária Ecovia também informa que nos horários de maior circulação, haverá operação especial. Durante todo o feriadão, 126 mil veículos devem circular nos dois sentidos da rodovia.

Já a concessionária Caminhos do Paraná – com rodovias do Centro-Sul do estado – e a Rodonorte – nas regiões dos Campos Gerais e Norte – vão suspender as obras durante o feriado prolongado da Páscoa para evitar transtornos aos motoristas. Somente obras que não interferem no tráfego serão mantidas.

É o caso da construção de viadutos em Guarapuava (Centro-Sul) e Palmeira (Campos Gerais), na BR-277, e Prudentópolis, na BR-373, na área da Caminhos do Paraná, além da duplicação da BR-376, em Ponta Grossa (Campos Gerais), e da BR-277, no contorno de Campo Largo (Região Metropolitana).

Devem transitar pelos 405 quilômetros de rodovias administradas pela Caminhos do Paraná uma média de 46 mil veículos por dia até a segunda-feira. Na Rodonorte, o fluxo esperado é de 60 mil veículos.

Esperando um aumento de 20% no fluxo de carros que vão passar pelas estradas do Norte e Noroeste, a Viapar, que administra mais de 500 quilômetros de rodovias por lá, também vai suspender as obras. Os trechos mais movimentados devem estar na BR-376 sentido Maringá-Londrina, na PR-317, sentido Maringá-Campo Mourão e na BR-369, sentido Campo Mourão-Cascavel. Na Região Oeste, a Ecocataratas também suspenderá as obras durante o feriado, já que o movimento deve ser 45% maior.

Nos trechos de responsabilidade da Econorte, também no Norte do estado, as obras em andamento devem ser paralisadas, mas alguns serviços eventuais de manutenção ainda podem ocorrer.

No Rio de Janeiro, onde haverá feriado também na quarta-feira, as principais estradas terão esquema especial durante o feriado da Semana Santa, Tiradentes e São Jorge. A Avenida Brasil ficará fechada por 60 horas, das 22h de domingo (20) às 10h de quarta-feira (23), para a conclusão do Arco Estaiado, que faz parte das obras da Transcarioca. A melhor alternativa é a Linha Vermelha.

Ponte Rio-Niterói
A previsão da CCR Ponte é que 237 mil veículos passem pela Ponte Rio-Niterói em direção à Região dos Lagos entre os dias 17 e 19. Os dias de maior movimentação devem ser na quinta e sexta-feira.

Nova Dutra
A CCR Nova Dutra realiza também uma operação especial de orientação e atendimento aos usuários da rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo, durante o feriado prolongado. No trecho fluminense, a previsão é de tráfego intenso entre 14h e 20h de quinta-feira e entre 07h e 13h de sexta-feira. A concessionária recomenda que os motoristas evitem viajar no período de 16h e 20h de segunda-feira (21), que deve ser o horário de maior movimentação de veículos.

Rio-Teresópolis (BR-116)
A concessionária CRT que administra a rodovia Rio-Teresópolis também terá a partir desta quinta-feira um esquema especial de plantão para atender o aumento do fluxo de veículos. A estimativa é que 127 mil veículos passem pela estrada. A operação será mantida entre quinta-feira e domingo e, depois, na quarta-feira.

Rio- Juiz de Fora (BR-040)
A Concer, concessionária que administra a BR-040, vai reforçar o atendimento de socorro mecânico durante o feriado da Semana Santa e Tiradentes. A operação começa nesta quinta-feira e vai se estender até segunda. Cerca de 340 mil veículos devem passar pela rodovia nos cinco dias, segundo estimativa da concessionária.

Via Lagos
Cerca de 220 mil veículos devem passar pela Via Lagos a partir desta quinta-feira. Para atender o aumento da demanda, a CCR Via Lagos montou um esquema especial. A expectativa da concessionária é que este seja um dos períodos de maior movimentação do ano na rodovia, depois do carnaval.

Itaboraí-Nova Friburgo-Macuco
Na rodovia RJ-116, o esquema especial de trânsito começa às 12h desta quinta-feira (17) e vai até quinta-feira (24). A previsão é de que o aumento do fluxo seja registrado a partir das 18h desta quinta-feira (17) e no retorno do feriadão, na tarde de quarta-feira (23). A concessionária vai suspender as obras de melhorias que estão sendo realizadas em diferentes trechos da RJ-116 durante o feriadão.

Com informações do G1 e Gazeta do Povo