De acordo com dados divulgados pelo Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), a Ford Caminhões comercializou 2.510 veículos no varejo entre janeiro e fevereiro deste ano, volume que representa um crescimento de 14,1% em comparação ao mesmo período do ano passado. Com esse desempenho, a marca superou a média de crescimento do segmento e elevou a sua participação para 21,7%.

No segmento de caminhões leves, os destaques foram o Ford F-350, que cresceu 29% no bimestre, com 462 unidades, e o F-4000, um dos modelos mais tradicionais do mercado, com 447 unidades. No segmento de médios de 11 a 13 toneladas o maior avanço foi o do Cargo 1317e, cujas vendas aumentaram 42,4% e atingiram 225 unidades, ficando entre os líderes da categoria. Com peso bruto total de 13 toneladas e motor eletrônico Cummins Interact de 170 cv, o modelo é um dos mais usados no transporte de bebidas, além de outras aplicações urbanas como mudanças, material de construção e coleta \”milk-run\”, bem como transporte rodoviário de curta distância. O Cargo 1517e, de 14,5 toneladas, foi outro caminhão médio com crescimento expressivo: suas vendas evoluíram 125%, totalizando 81 unidades. No segmento dos trucados (20-24 toneladas 6×2), a Ford cresceu 33,9%, totalizando 446 unidades vendidas dos modelos Cargo 2422e e 2428e.

A Ford também cresceu 27,3% no segmento de 24 a 30 toneladas 6×4, no qual somou 202 unidades. O principal destaque foi o traçado C-2628e, com 99 unidades O Cargo 2628e, com tração 6×4, é equipado com o motor eletrônico Cummins Interact 6, de 275 cv – o mais potente da categoria. Com peso total admissível de 26,2 toneladas e capacidade máxima de tração de 42 toneladas, ele também se caracteriza por oferecer diversos recursos inteligentes para facilitar o trabalho dos motoristas nos canteiros de obras.