Um sistema desenvolvido por formandos do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) poderá contribuir para a diminuição de acidentes provocados pela sonolência ou distração dos motoristas no trânsito. Esse e outros projetos, além de outras soluções para facilitar o cotidiano dos deficientes visuais serão apresentados no 32º Elexpo – Exposição dos Projetos de Formatura do curso de Engenharia Elétrica da FEI, em 21 de junho, a partir das 17h, no campus São Bernardo do Campo/SP.

Nessa proposta, caso o motorista feche os olhos por dois segundos enquanto estiver dirigindo, dois alarmes – um sonoro e um visual, por meio de uma luz no painel do carro – são acionados no interior do veículo. Se o condutor permanecer com os olhos fechados até quatro segundos, um terceiro alarme vibratório é aplicado no banco.

Para desenvolver esse sistema, os formandos aplicaram uma câmera com infravermelho no painel do carro, pouco acima do volante e uma placa de captura de vídeo para adquirir as imagens em tempo real. Por meio de recursos de inteligência artificial, os alunos desenvolveram um software capaz de identificar, pelo contorno dos olhos, se o motorista está com os olhos fechados. Durante a exposição, o grupo fará demonstrações com o protótipo construído.