Para obter 10% de market share no mercado brasileiro e oferecer novas opções de modelos, a Iveco lança quatro versões dos caminhões Stralis nas configurações 6×2 e 4×2. Os veículos são equipados com motor Cursor 13, com potência de 380 a 420 cv, entre 1.500 e 1900 rpm, torque constante de 184  e de 194 kgmf, respectivamente, e faixas de rotações de 1.100 a 1.500 rpm. O Cursor 13 possui quatro válvulas por cilindro, sendo duas de admissão e duas de escape, comando de válvulas no cabeçote, unidades injetoras individuais com bomba incorporada para cada cilindro e sistema de distribuição de engrenagens, posicionado na parte traseira do bloco.

Os caminhões têm índice de nacionalização de 75%, pois são produzidos na fábrica de Sete Lagoas/MG, com cabines provenientes da Argentina, além de chassis e motores também confeccionados no Brasil. Incorporam novas opções de tração e motorização, entretanto o design interno e externo permanecem inalterados em relação ao modelo já comercializado no mercado doméstico.

São equipados com caixa de mudanças Servoshift, que consiste num sistema auxiliar de engate de marchas com trocas mais suaves e precisas, como acontece nos automóveis. Trata-se da ZF 16 S 221, composta de 16 marchas a frente, produzida com carcaças em alumínio e planetário com dentes helicoidais. A cabine vem com suspensão pneumática no eixo traseiro para aplicação em transporte de cargas sensíveis, ou com diferencial dotado de redução nos cubos das rodas, para aplicações mais severas.

Segundo a montadora, as novas versões do Stralis apresentam baixo consumo de combustível e começam a ser comercializados na rede de concessionárias da marca a partir deste mês.