Mercedes Benz 01.tif

A Mercedes-Benz comercializou 152 caminhões extrapesados Axor 3344 6×4 para a JSL. Desse total 120 unidades do cavalo mecânico e mais 32 do modelo plataforma, direcionados para operação canavieira fora de estrada. “Essa venda é ainda mais expressiva porque inclui também 19 caminhões semipesados Atego 1726 4×4 para uso em manutenção de rede elétrica no Rio Grande do Sul”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing & Peças e Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. Fábio Velloso, diretor-executivo da JSL,  informa ainda que os 152 caminhões Axor serão utilizados de maneira mista, tanto para serviços de transporte e logística que a JSL presta a seus clientes, como para locações.

Linha Axor

A linha de caminhões rodoviários Axor é composta por cavalos mecânicos com CMT (capacidade máxima de tração) de até 80 toneladas, indicados para tracionar semirreboques até 3 eixos convencionais ou distanciados com PBTC de 48,5 a 53 toneladas, bitrem com PBTC de 57 toneladas e bitrenzão/rodotrem com PBTC de 74 toneladas. Eles estão preparados para operar com os mais variados tipos de implementos, como baú de alumínio, isotérmico e frigorífico, graneleiro, sider, cegonheiro, tanques para líquidos e gases, porta contêiner e outros.

Para as aplicações fora de estrada, a linha Axor oferece CMT (capacidade máxima de tração) de até 123 toneladas, nas versões cavalo mecânico, plataforma e basculante. Eles foram desenvolvidos para severas operações da agroindústria canavieira e madeireira, mineração, construção civil e obras de infraestrutura, caracterizadas por locais sem pavimentação, pistas de terra e cascalho, topografia irregular e grandes aclives e declives.