Péssimas condições da estrada elevam os custos dos motoristas, provocam maior desgaste do caminhão e aumentam o tempo de viagem

O custo operacional do transporte no Brasil aumenta uma média de 24,9% por conta da má qualidade do pavimento das rodovias.  Nos trechos onde o pavimento é considerado péssimo, esse acréscimo pode chegar a 91,5%. O pavimento ruim gera maior consumo de combustível e de emissões, mais desgaste das peças dos veículos e aumentando os gastos com manutenção, lubrificantes, pneus.

A região Norte é a que tem as piores condições de pavimento e, consequentemente, o maior acréscimo de custo operacional ao transportador (34,3%). Já o Sudeste é a região onde há menos custo adicional (21,2%). A maior discrepância ocorre na comparação entre os tipos de gestão. Enquanto o custo adicional médio nas rodovias concedidas é de 9,6%, esse percentual chega a 28,7% naquelas geridas pelo setor público. Todos os dados foram divulgados recentemente na Pesquisa CNT de rodovias 2016.