A Mercedes-Benz anunciou durante o 66º Salão Internacional de Veículos Comerciais, o IAA 2016, em Hanover, na Alemanha, – o início das obras do campo de provas do Brasil totalmente dedicado a caminhões e ônibus. Com investimento inicial de R$ 70 milhões, o local abrigará, num terreno de 1,3 milhão de metros quadrados, 18 pistas de asfalto, concreto e terra, numa extensão total de 25 km. Localizado em Iracemápolis, no interior de São Paulo, o campo de provas está programado para o segundo semestre de 2017 e tomará por base um modelo similar ao da Daimler em Wörth, na Alemanha. Com isso, poderão ser realizados, aqui no Brasil, testes e ensaios com o mesmo rigor e padrão técnico e métrico seguidos por outras plantas do Grupo. A concepção da pista de testes brasileira contou também com a consultoria da empresa alemã Tilke, parceira da Daimler no campo de provas de Wörth e em outras obras, e que também elabora projetos de pistas da Fórmula 1.

“Escolhemos o maior evento de veículos comerciais do mundo, o IAA, para anunciar este novo marco de inovação que coincide com os 60 anos da nossa Empresa, completados na próxima semana, 28 de setembro”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. Para o presidente mundial da Mercedes-Benz Trucks, Stefan Buchner, o investimento no campo de provas consolida o papel da Mercedes-Benz do Brasil como importante player mundial da Daimler no desenvolvimento de veículos comerciais. “Mais do que nunca, o Brasil será referência para outras unidades do Grupo, fomentando ainda mais sua capacidade de desenvolvimento, otimizando a realização dos mais diversos testes com caminhões e ônibus para o mercado local e para diversos países atendidos pela Daimler, como Rússia, Índia, China e África do Sul, os demais membros do BRIC, por exemplo”.

campo-de-provas-mb2O campo de provas trará ganhos de produtividade para a Mercedes-Benz do Brasil na execução de testes e no desenvolvimento de caminhões e ônibus. Isso se deve ao fato de que todas as atividades estarão concentradas num mesmo local, o que inclui variados testes funcionais, de ruído, estruturais e off-road, além de homologações de itens de segurança, ruídos e emissões gasosas. Além das pistas, o centro de testes terá uma estrutura de apoio com salas, computadores, rede de TI e oficina mecânica. Contará ainda com o suporte da fábrica de automóveis no que se refere à segurança, atendimento médico, alimentação e outros serviços aos cerca de 60 colaboradores da equipe, que já atuavam no Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Empresa na fábrica de São Bernardo do Campo.

clique para assistir ao video