O segmento de pesados teve destaque no primeiro trimestre do ano. Foram emplacados 6.401 caminhões entre janeiro e março contra 3.372 no mesmo período em 2017 resultando em um crescimento de 89,8%. Dentro desse nicho de mercado, a fabricante que ocupou o primeiro lugar foi a Mercedes-Benz que comercializou 1937 unidades contra 1035 no ano passado conquistando um percentual positivo de 87,1%. Em segundo lugar aparece a Volvo com 1672 caminhões emplacados (78,5% de crescimento) e em terceiro a Scania com 1.556 unidades e aumento de 70,8%.

O vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, explica que do total de 1937 unidades, 1284 foram extrapesados rodoviários e 653 caminhões fora de estrada.

Actros 2651 6×4 foi o caminhão extrapesado mais comercializado pela marca no primeiro trimestre de 2018, com 440 unidades licenciadas, o que representa mais de 400% de aumento em relação às unidades vendidas no mesmo período do ano passado. “Continuamos apostando no crescimento de vendas do Actros em 2018, o que deve ser alavancado por setores do agronegócio, logística, transporte de combustíveis e gases, entre outros”, ressalta Leoncini.

O Axor 3344 6×4 foi o segundo modelo mais vendido este ano pela marca, com 378 unidades emplacadas até o mês de março, o que contribui para reforçar a liderança da Mercedes-Benz no segmento de extrapesados off-road, com mais de 50% de participação de mercado.

Entre os modelos mais vendidos no ano destacam-se ainda os caminhões rodoviários Actros 2546 6×2 e Axor 2544 6×2. No ranking de vendas por região, destacam-se o Sudeste (969 unidades), Sul (529 unidades) e Centro-Oeste (230 unidades).  As regiões Nordeste e Norte somam 209 unidades vendidas.

Confira como ficou o mercado de caminhões no primeiro trimestre do ano