A Mercedes-Benz está disponibilizando no mercado brasileiro a segunda geração da  PowerShift, câmbio automatizado, sem pedal de embreagem. A tecnologia, já disponibilizada para os caminhões extrapesados Axor rodoviário, foi ampliada também para o Axor fora de estrada, porém com uma novidade, o sensor de inclinação.

O diretor de vendas e marketing caminhões, Ari de Carvalho, explica que o câmbio automatizado recebeu desenvolvimento específico para aplicação off-road caracterizadas por locais sem pavimentação, pistas de terra e cascalho e topografia irregular, como nas atividades canavieiras, madeireira mineração e obras de infraestrutura e construção civil.

PowerShift disponibiliza três funções: Power Mode Off-Road, EcoRoll e Manobra

A manopla do PowerShift está localizada num console rebatível junto ao apoio de braço do banco do motorista e conta com conta com três funções, EcoRoll, Manobra e a tecla Power Mode Off-Road para aplicações fora de estrada.

cambio-automatizado-1O “Power Mode Off-Road” é acionado automaticamente quando o motorista liga o caminhão proporcionando mais torque e força para puxar a carga. Esta função pode ser desabilitada quando o veículo está na rodovia. O motorista apenas deve apertar a tecla “Power/OFF” no painel.

Assim, entra em operação o “EcoRoll”, que coloca a transmissão do veículo em neutro quando não há demanda de torque. Já a função “Manobra” propicia um controle preciso do veículo na movimentação em pátios e manobras, contribuindo para maior segurança.

Sensor de inclinação

O câmbio Mercedes PowerShift, disponível para os caminhões Axor fora de estrada, conta com sensor de inclinação. Esta tecnologia também é aplicada nos caminhões extrapesados Actros e nos semipesados Atego.

O Axor enfrenta muitos desafios na operação canavieira como a alta capacidade de carga (no caso do Axor 3344, até 74 toneladas de PBTC na versão treminhão, com 123 toneladas de CMT), inclinação das vias, aclives acentuados, irregularidades do solo que causam torsões no caminhão e nos semirreboques e outros impactos. Outra exigência é o caminhão parar numa rampa e sair normalmente, sem voltar para trás e nem colocar em risco a segurança do motorista, do veículo e da carga.

sensor-de-inclinacaoDe acordo com a empresa, com o PowerShift, o motorista só precisa entender a dinâmica do caminhão e saber o momento certo de fazer a mudança de marchas para cima ou para baixo na manopla do câmbio. A correta troca de marchas do sistema preserva ao máximo possível a embreagem. Isso alonga o período necessário para troca da embreagem e reduz os custos operacionais, com menos paradas para as etapas de manutenção.

 Novo Banco

A Mercedes-Benz apresentou também uma nova geração de bancos do motorista, assim como do passageiro, que atendem às solicitações de clientes captadas em visitas a transportadoras, demonstrações, test-drives, clínicas e pesquisas.

O destaque fica por conta das diversas regulagens, cintos de segurança integrados, disponibilidade de suspensão pneumática e vinil, com aparência de couro, nas versões Standard e Conforto, para caminhões Axor fora de estrada. Os assentos tiveram sua espessura de espuma aumentada em 10 mm em relação à versão anterior.

novos-bancos-1

Demonstração do Mercedes PowerShift – câmbio totalmente automatizado, sem pedal de embreagem. No vídeo Caminhão Axor equipado com 127 toneladas em pista com 8 graus de inclinação.

Demonstração do Mercedes PowerShift

Demonstração do Mercedes PowerShift - câmbio totalmente automatizado, sem pedal de embreagem. No vídeo Caminhão Axor equipado com 127 toneladas em pista com 8 graus de inclinação.

Posted by O Carreteiro on Friday, November 4, 2016

E o momento da retomada.

Demonstração do Mercedes PowerShift

Demonstração do Mercedes PowerShift Câmbio totalmente automatizado, sem pedal de embreagem. No vídeo Caminhão Axor equipado com 127 toneladas em pista com 8 graus de inclinação.

Posted by O Carreteiro on Friday, November 4, 2016