A Mercedes-Benz comenta que deve encerrar 2007 com mais de 31 mil caminhões vendidos e por isso lidera o mercado com uma participação de 31%. Esse volume é baseado no critério do Denatran, Departamento Nacional de Trânsito, que classifica os veículos acima de 3,5 toneladas de peso bruto total (PBT) como caminhão. Além disso, a marca comercializou 7.390 unidades de caminhões pesados entre janeiro e novembro, o que representa 25% de participação neste segmento.

Com a liderança histórica no setor de ônibus, a Mercedes-Benz fechará o ano com um volume de mais de 12 mil unidades e com 52% de participação. O mercado brasileiro deverá comercializar 24.100 unidades em 2007, estabelecendo um novo recorde de vendas. Atualmente, dos cerca de 400.000 veículos da frota circulante, 70% são Mercedes-Benz.

O crescimento do mercado de ônibus foi favorecido pela redução das taxas de juros,  redução de ICMS no Rio de Janeiro e a renovação e ampliação de frota em grandes capitais e regiões metropolitanas. A Mercedes-Benz respondeu a essa maior demanda, realizando vendas expressivas para cidades como o Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

A empresa explica que entre janeiro e novembro deste ano, o Axor 2540 foi o mais vendido do País entre os caminhões pesados rodoviários acima de 330 cv, com 1.926 unidades, o que representa um crescimento de 154% em relação às vendas deste modelo em 2006. No mesmo período, no segmento fora-de-estrada, foram comercializadas 776 unidades do Axor 3340, cerca de 70% de aumento de vendas em relação ao ano passado.