O estudo Morte no Trânsito – tragédia rodoviária – realizado pelo SOS Estradas revelou que 42.000 pessoas morrem no trânsito brasileiro todos os anos – dez mil a mais que os números divulgados pelo Ministério da Saúde. Esse número é equivalente ao dos Estados Unidos, país com 293 milhões de habitantes e frota de automóvel estimada em 10 vezes maior que no Brasil. De acordo com o estudo, 24 mil pessoal morrem decorrentes de acidentes nas estradas, o que representa 57% do total de 42 mil vítimas fatais em acidentes de trânsito em área urbana e rodoviária em todo País. “Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, morte no trânsito é um fenômeno rodoviário. Até mesmo a morte de pedestres e motociclistas ocorre, majoritariamente, nas estradas”, afirma Rodolfo Alberto, coordenador do SOS Estradas, que pretende com a pesquisa permitir a interessados descobrir novos temas e realizar outros estudos que possam contribuir com a redução de acidentes. A conclusão da pesquisa será divulgada no site www.estradas.com.br .