O Truck Test é uma das atividades mais procuradas pelos motoristas de caminhão, que aproveitam a sua participação na Feira para testar e conhecer de perto os mais recentes lançamentos das montadoras.

O teste é feito em percurso de quatro quilômetros, dentro dos limites da Basílica, e contém todas as variáveis encontradas nas estradas como subidas e descidas. A atividade é realizada nos três dias do evento das 9h às 18h.

Os carreteiros que já tiveram a oportunidade de realizar os testes se surpreenderam com o conforto, segurança e eficácia dos modelos disponibilizados.

Enivaldo Geraldo

É o caso de Enivaldo Geraldo Freire, 37 anos de idade, oito de profissão, de Itajuba/MG, que dirigiu um Iveco Stralis e ficou satisfeito com todas as tecnologias encontradas no veículo. O destaque ficou por conta da caixa automatizada, potência e o conforto. “O caminhão responde bem em todas as situações. O freio motor segurou bem o caminhão na descida e me deixou bastante seguro. É muito bom poder ter acesso a essas tecnologias que facilitam o nosso dia a dia”, afirmou.

Jaime Cleo

Jaime Cleo de Andrade, 36 anos, 18 de profissão, Carvalho/MG, autônomo, viaja o Brasil inteiro e fez o teste no Actros 2651.  Na sua opinião, a troca de marcha e o motor se destacaram entre as qualidades do veículo. “A troca é rápida, da menos cabeçada e ajuda na direção mais eficiente e o motor respondeu bem nas subidas”. Outro ponto elogiado por Andrade é o espaço interno da cabine. “O caminhão é confortável e muito seguro, se eu tivesse um desse facilitaria meu trabalho e eu economizaria”, opina. Para Andrade esse é o principal motivo de querer participar da Feira, poder testar os caminhões e traçar um comparativo. “No dia a dia não temos acesso as novas tecnologias”.

Renato Komarcheski

Para Renato Komarcheski, 45 anos de idade, 27 de profissão, de Mandirituba/PR, transporta todo tipo de carga pelo Brasil inteiro, e se encantou com o espaço interno e sistema de câmbio automatizado do Volkswagen 25.430. “Os caminhões estão com muitas tecnologias que ajudam o motorista a ter mais conforto, economia e menor desgaste de alguns itens como os freios, por causa do freio motor”, disse.

Silvia Elizabete Antunes, 34 anos, trabalha há um ano como motorista a bordo do seu caminhão VW Constellation 19.320, ano 2010. Durante a Feira do Carreteiro 2017, a motorista teve a oportunidade de rodar em um caminhão Cargo 2429 Torqshift, a opção automatizada da Ford, cujo conforto foi o ponto alto para Silvia. “No começo do teste fiquei apreensiva em dirigir um automatizado mas em poucos minutos percebi as facilidades dessa tecnologia e me adaptei. Muito melhor que o manual. Cansa menos e a economia é incrível”, afirmou.

Silvia Elizabete Antunes

Marcos Dias de Freitas

Para Marcos Dias de Freitas, 61 anos e 42 de profissão, de Duque de Caxias/RJ, que pensa em trocar de caminhão, o Truck Test contribuiu para ele conhecer algumas novidades disponíveis no mercado e decidir qual veículo atende melhor as suas necessidades. “As caixas automatizadas facilitam muito o nosso trabalho, reduz o cansaço e também gera economia. O conforto das cabines também me agradaram muito. Me organizei para participar da Feira só para poder testar os veículos. Agora vou me organizar também para trocar meu caminhão”, afirmou.