Já está valendo a resolução nº 592, de 24 de maio de 2016 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que inclui no Art.2º da Resoução nº14/1998, o inciso VII, que determina a não obrigatoriedade do para-choque traseiro nos veículos citados na lei, inclusive os caminhões tratores. Isso extingue uma velha polêmica sobre a exigência ou não de para-choque para caminhões tratores. Antes, ele era exigido pela Resolução 14/98, mas estava isento de cumprir os requisitos da 152/03. O objetivo da medida é de aperfeiçoar e atualizar os requisitos de segurança para os veículos nacionais e importados, além de minimizar as consequências dos acidentes em casos de colisões traseiras.

Confira na íntegra o que diz a resolução

  • Pedro Gomes

    Vejo como um absurdo esta resolução do CONTRAN. A função de todo para-choque é o de minimizar impactos. Em se tratando de caminhões, o para-choque traseiro visa entre outros motivos é o de impedir que haja o degolamento. A traseira dos caminhões é totalmente rígida não absorvendo impacto. Diferente dos automóveis que construidos para absorver impactos.
    Enfim a de revista esta resolução.

  • Sananduva

    Então,não entendi,e não encontrei nada referente ao assunto nem na 14/98 e nem na 592, é ou não obrigatorio?? Só para caminhoes tratores ou truck e toco tambem??