As 5.111 unidades vendidas durante 2006 deram ao Mercedes-Benz L 1620 o título de \”Caminhão do Ano\”, por ter se destacado como o pesado com maior volume de vendas durante o ano passado. Outros modelos da marca, como o 710 e o furgão Sprinter também foram premiados, respectivamente, como o \”Caminhão Leve e Caminhão Semileve do Ano\”, além de outros destaques, inclusive com premiações para chassi de ônibus urbano e rodoviário e van, que levaram a DaimlerChrysler a arrebatar 13 dos 21 troféus entregues na edição 2007 do Prêmio Lótus, cujo objetivo é, desde 1994, destacar os líderes de vendas no mercado nacional.

Já o prêmio de \”Caminhão Médio do Ano\” ficou com a Volkswagen pelo desempenho do modelo 13.180, que atingiu as vendas de 2.907 unidades. A empresa levou outros dois troféus, com o Constellation 19.320 que levou o prêmio de \”Caminhão Pesado\”, com 2.157 unidades comercializadas e \”Marca do Ano em Caminhões Médios\”, com vendas totais de 4.696 unidades.

A Volvo, por sua vez, também participou da premiação e levou o troféu \”Marca do Ano em Caminhões Pesados\” devido as 5.154 unidades comercializadas em 2006. A gaúcha Agrale ficou com dois troféus, o de \”Chassi Leve do Ano e Marca do ano em Chassi Leve\”. A Fiat, por sua vez, também ficou com dois troféus: \”Furgão Leve do Ano\” (Fiorino) e \”Furgão do Ano\” ( Ducato Cargo). Ford e Scania também foram homenageadas pelos 50 anos de produção de caminhões no Brasil.