Além de danos físicos e emocionais, acidentes geram despesas. Em 2015, as ocorrências nas estradas federais geraram custos acima de R$ 11 bilhões

Durante os cinco dias de Operação Finados, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 1.055 acidentes que resultaram em 1.015 pessoas feridas e 73 óbitos. Frequentemente a imprudência está relacionada com acidentes graves, que resultam em feridos graves ou mortos. Foram contabilizados 224 acidentes graves.

A PRF também registrou um elevado número de infrações, ao todo foram lavrados 439.099 autos de infração pelas mais diversas irregularidades. Equipes de fiscalização localizadas em pontos estratégicos das rodovias federais também flagraram 4.442 motoristas que realizaram as ultrapassagens irregulares, uma das infrações que mais contribuem para mortes em acidentes de trânsito.

Nos cinco dias de operação, a PRF fiscalizou 56.668 pessoas e 59.290 veículos e, mesmo com campanhas educativas, 2.181 motoristas foram flagrados sem cinto de segurança e outros 706 motoristas foram flagrados dirigindo após ingerir bebida alcoólica (foram realizados 31.241 testes de alcoolemia).

Durante a operação a PRF realizou campanhas educativas com objetivo de sensibilizar os condutores sobre as condutas mais lesivas no trânsito. As ações de educação para o trânsito também alcançaram 21.597 pessoas durante o feriado.