Com o aumento do preço do óleo diesel, em vigor desde ontem (15/06), os fretes do transporte rodoviário deverão sofrer reajuste de 8%, segundo estima o presidente da NTC & Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística), Geraldo Vianna. “Ficaram dentro desta faixa os reajustes dos principais insumos do transporte, como salários, veículos e pneus, que representam cerca de 90% dos custos do setor. Da mesma forma, o reajuste do diesel na bomba não deverá superar os 8%”, acredita Vianna. Nas refinarias o aumento foi de 10,6% para o diesel e 10,8% para a gasolina. Na próxima sexta-feira (18/06), durante o I Semiário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Carga e Logística, será discutido o aumento do frete, na reunião do Conselho Nacional de Estudos de Transporte e Tarifas.