Foto: Divulgação

A empresa apresenta todos os seus produtos e destaca a linha Premium de reboques e semirreboques com uso de tecnologia e materiais que os tornaram mais leves do que os modelos tradicionais

Por João Geraldo

Semirreboques mais leves, com novidades tecnológicas, são destaques da catarinense Librelato nesta edição da Fenatran. A empresa – que em 2015 completou 46 anos de fundação – apresenta sua gama completa de produtos leves e pesados e também a nova linha batizada de Premium, na qual o graneleiro carga aberta Série Especial – do qual serão produzidas apenas 100 unidades este ano – é apresentado como o mais leve do Brasil, pesado 7.600kg.

Um dos grandes destaques da empresa desta edição da Fenatran, o semirreboque incorpora detalhes como tampas da caixa de carga em polímero (material oco, 40% mais resistente que o material tradicional) intercambiável caso haja necessidade de troca e vedação que não permite qualquer perda de grãos. Outros itens são catraca automática e protetores laterais em alumínio.

De acordo com CEO da Librelato, José Carlos Spricígo, a queda de 19,37% nas vendas de reboques e semirreboques no passado, com redução de 70.105 unidades emplacadas em 2013, para 56.529 m 2014, e os transportadores esperando um melhor momento para comprar, impulsionaram a empresa a inovar com a redução do peso da carreta. Spricígo, disse que a empresa realizou eventos pelo Brasil e ouviu clientes antes de desenvolver produtos mais modernos e avançados.

“Nós olhamos também para o mercado externo, mas as condições brasileiras não comportam materiais como nos Estados Unidos e países da Europa”, acrescentou o executivo. A Librelato exporta para o Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai, entre outros países da América do Sul. A expectativa para 2015 é exportar cerca de três mil unidades, contra cinco mil em 2014. Ele citou que a empresa vai expandir as exportação e para isso já está falando com a África, país onde rodam implementos semelhantes aos produzidos no Brasil.

Outros produtos da empresa que tiveram redução de peso e inovações são o bitrem e o rodotrem em alumínio, os quais também têm como diferencial, além do material mais leve, o formato cônico da caixa de carga com vincos laterais para enrijecimento da estrutura e reduzindo a quantidade de colunas laterais. Ainda segundo a empresa, o alumínio tem maior resistência ao tempo e garante maior vida útil ao equipamento.

Também tem novidades no semirreboque carrega tudo, pescoço removível, no qual o embarque e desembarque de máquinas podem ser pela parte frontal do implemento, sem utilizar a rampa traseira. Já o semirreboque tanque para transporte de combustível possui válvulas no fundo com acionamento pneumático e preparado totalmente para a instalação do sistema botton loading com recuperador de vapor, além de maior eficiência de frenagem devido a compatibilidade com o sistema dos cavalos-mecânicos.

A empresa apresenta também o semirreboque lonado, com três eixos distanciados, para o transporte de bebidas. Um dos diferenciais do produto é o mecanismo pneumático para travamento da carga. Outro destaque da Librelato é o furgão de alumínio com uma nova parte frontal, colunas de aço, chapa de alumínio e todo parafusado, além de teto em alumínio inteiriço, chapas de fechamento das portas também em alumínio, aumento das espessuras das colunas e perfis de acabamento com modelos da empresa.

Na linha leve, a empresa apresenta duas novidades na Feira. Uma delas o coletor compactador Máximus – para resíduos sólidos urbanos, comerciais e industriais – com carregamento traseiro. Entre outros detalhes, o equipamento tem espaço volumétrico de 2,40m3 para carga. O Coletor Lateral, por sua vez, possui sistema de carga lateral automatizada, com tecnologia de última geração para o gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares. Baseado na utilização de contêineres para ao condicionamento dos resíduos, o implemento elimina o trabalho do gari.