Manutenção Proativa e gestão de combustível são os novos serviços conectados disponibilizados pela Volvo para melhorar a rentabilidade de quem transporta carga com caminhão da marca. A transmissão de dados por meio da tecnologia embarcada aponta a situação do veículo em tempo real, indica a previsão de parada para manutenção, quais os serviços a serem feitos e ajuda o motorista a dirigir com mais eficiência

Por João Geraldo

Enquanto se vive a expectativa do início da recuperação do mercado de caminhões, cuja produção e vendas se encontram muito longe do ideal, as fabricantes de caminhões investem em novos e diversificados serviços para os seus clientes. Esta é também a estratégia da Volvo para a Fenatran deste ano com o lançamento da Manutenção Proativa, da Gestão de Combustível e pacotes de segurança para a linha F.

A Manutenção Proativa é um conceito que tem por objetivo otimizar as manutenções e também reduzir o tempo de parada dos veículos da marca. A responsável pela área de desenvolvimento de serviços conectados do Grupo Volvo na América Latina, Deise Kindinger, diz que se trata de um novo aliado dos transportadores na gestão da manutenção.

Ela explica que através de dados obtidos de modo remoto por meio da conectividade, profissionais que trabalham em uma central verificam qual a situação do veículo e indicam a previsão de parada e os serviços que precisam ser feitos. As informações do veículo são transmitidas à central Volvo por um módulo eletrônico que já sai de fábrica com caminhões da marca.

A tecnologia permite acompamento, gestão do consumo de diesel performance do condutor e envia relatórios aos clientes com recomendações para melhorar a performance da condução do veículo

Deise Kindinger acrescenta que de posse dos dados, os agentes entram em contato com o proprietário ou o responsável pela gestão da frota. Ela explica que nesta mesma comunicação, o motorista e o frotista são informados do status do veículo, do horário do atendimento, do técnico que irá fazer o atendimento e o tempo estimado para a execução do serviço.

De acordo com a conveniência do motorista ou transportador, eles podem escolher o momento mais apropriado para a parada e também a concessionária mais próxima para realizar o trabalho, a qual é avisada para que esteja como técnico escalado e peças separadas, enfim, pronta para receber o veículo. “E para reforçar, todas as informações sobre o atendimento são enviadas ao transportador um dia antes do caminhão entrar na oficina”, adiciona.

Os serviços conectados ganham cada dia mais importância na atividade do transporte rodoviário para aumentar a disponibilidade dos caminhões da frota

Para que a central tenha definido o momento de fazer a manutenção, ela tem acesso a diversos dados do caminhão, tais como número do chassi, existência de códigos de falha e quilometragem, entre outras. Felipe Battistella, diretor de serviços do Grupo Volvo na América Latina, comenta que tudo isso é para reduzir o tempo de parada do veículo na concessionária e volte o mais rapidamente para a operação.

Battistella diz que os serviços conectados têm papel decisivo para aumentar a disponibilidade das frotas e melhorar a rentabilidade do negócio de transporte. “O objetivo da Volvo Trucks para o futuro é ousado: zerar o número de paradas não planejadas”, revela. Para comprovar a eficiência da conectividade na manutenção dos veículos, ele conta que uma pesquisa realizada pela Volvo Trucks com informações obtidas em mais de 3.500 caminhões, apontou que oito em cada 10 paradas não planejadas poderiam ter sido evitadas com manutenções preventivas.

Outro ponto destacado pelo diretor de serviços da Volvo é a gestão e acompanhamento do consumo de combustível e da performance do motorista. Este serviço que está sendo lançado pela montadora também é realizado de forma remota e conta com envio de relatórios mensais customizados para os clientes da marca. Neles são citadas as recomendações para melhorar a condução do veículo e, por consequência, contribuir na redução do consumo de diesel.

Deise Kindinger, da área de desenvolvimento de serviços conectados, destaca que caso o transportador necessite, a rede de concessionários pode oferecer treinamento e formação de motoristas e melhorar o desempenho dos veículos

“As sugestões de condução são baseadas em dados do Dynafleet (sistema de gerenciamento Volvo que oferece acesso a informações sobre frota, combustível e motoristas, pelo smartphone ou tablet) e da operação da frota do transportador. Os dados e os relatórios são analisados por um especialista em condução”, explica. O gestor da frota também recebe contatos por telefone para garantir o entendimento das recomendações e acompanhar a evolução dos resultados.

Deise Kindinger, da área de desenvolvimento de serviços conectados, acrescenta que, caso o cliente necessite, a rede de concessionários pode oferecer treinamento e formação de motoristas. Ela conclui destacando que o serviço de gestão de combustível é o mais recente pacote de opções do aplicativo Dynafleet e informações sobre a operação possibilitam o transportador a antecipar mudanças na condução dos veículos, fazer treinamento com motoristas e melhorar o desempenho dos veículos da frota.