Linha Cargo Power traz como principal novidade o novo trem de força que tornou os veículos mais potentes e competitivos. A meta da Ford com o lançamento é alcançar a liderança no segmento de modelos 6X2, no qual além do semipesado 2429, carro chefe de vendas da marca, a montadora passou a contar também com a versão 2431

POR João Geraldo

Decidida a se fortalecer na disputa no segmento de caminhões rígidos 6X2, a Ford ampliou sua linha de veículos para essa faixa de carga que representou 17% do mercado brasileiro ano passado. Nesse segmento, a montadora tem como carro-chefe de suas vendas totais o Cargo 2429 6X2, modelo que em 2017 teve 768 unidades licenciadas, muito próximo das 783 do Mercedes-Benz Atego 2426, o segundo no ranking. Porém, ambos têm à frente, na liderança disparada, o Volkswagen Constellation 24.280, com 1.661 unidades emplacadas no período.

O caminho adotado pela Ford para ampliar sua participação nas vendas é a oferta produtos mais potentes, duráveis, inovadores e competitivos, e também dar maior foco ao cliente da marca, o que inclui relacionamento e atendimento eficiente e rápido.  Dentro desse posicionamento colocado em prática pela montadora, o passo mais recente foi o lançamento da linha Cargo Power, na primeira quinzena de abril. A empresa anunciou que manterá os modelos com 290cv de potência.

Os seis novos modelos da família Cargo têm PBT de 17 a 31 toneladas. São eles o 1731 e 1731 T, 2431 6X2, 2631 6X4, 3131 6X4 e 3031 8X2, os quais trazem como novidade de maior relevância o motor Cummins ISB de 6.7 litros e seis cilindros em linha. O propulsor saltou em potência de 290cv a 2.300 rpm para 306cv a 2.100 rpm; e o torque máximo de 96,9 kgfm na faixa de 1.200 a 2.100rpm subiu para 112,2 kgfm entre 1.100 e 1.900 rpm, havendo um ganho de 16%. Daí a explicação para o nome Cargo Power.

De acordo com a Ford, os veículos da família Cargo Power disponibilizam tudo que os transportadores esperam de um caminhão em termos de eficiência, agilidade e consumo de combustível

Além da motorização, outras principais mudanças técnicas trazidas pela linha Cargo Power envolveram a caixa de câmbio, eixo de tração e sistema de arrefecimento. O gerente de engenharia do trem de força, Nelson Palmério, explicou que as medidas para dar mais potência ao motor sem aumentar o consumo de combustível incluíram aprimoramento do sistema de arrefecimento e gerenciamento do fluxo de ar, que também passou por várias modificações para atender à necessidade de maior quantidade de ar para o propulsor.

Segundo Palmério, outras mudanças no trem de força incluíram recalibração da caixa de câmbio automatizada de 10 velocidades, injetores mais resistentes, uma nova geometria no turbo e novos eixo traseiro e cardan e embreagem. Disse que o Cargo Power é resultado de um projeto de engenharia robusto que privilegia não só a durabilidade e versatilidade de aplicações, mas principalmente o custo-benefício para o cliente.

Com os novos produtos, a família Cargo passou a disponibilizar modelos com caixa de transmissão automatizada de 10 velocidades e manual de nove e seis

“Na prática, suas vantagens se traduzem em maior agilidade nas retomadas e segurança nas ultrapassagens, que aumentam a produtividade das viagens com a mesma eficiência no consumo de combustível”, complementou. O trabalho consumiu cerca de dois anos envolvendo a engenharia da Ford, Cummins, fornecedores de componentes do trem de força e outros sistemas dos veículos.

O diretor de vendas e marketing da companhia, Oswaldo Ramos, destacou que as novas versões deixaram a Ford extremamente competitiva para brigar nos segmentos de caminhões médios e semipesados. O executivo lembrou da força e competitividade da Ford quando se trata de caminhões rígidos, e citou que a cada quatro unidades vendidas no mercado brasileiro três são da marca. Ramos afirmou que a partir dos novos produtos a Ford tem uma linha completa para brigar pela liderança do segmento de caminhões 6X2 rígidos. Na sua lista ele relacionou os modelos Cargo 2423 e 2429 com transmissão manual de seis velocidades e o 2431 com transmissão manual de nove velocidades e também com caixa automatizada de 10 velocidades, a qual respondeu por mais de 50% das vendas de 6X2 em 2017.

Desenvolvida a partir de pesquisa com transportadores, a linha Cargo Power é produzida com transmissão manual de nove velocidades e automatizada Torqshift de 10

A linha Cargo Power, conforme explicou, tem tudo que os clientes querem e esperam do caminhão, como produtividade (viagem em menos tempo), maior agilidade nas retomadas, segurança nas ultrapassagens e eficiência (menos consumo de combustível). “Dentro da categoria de até sete litros temos o motor mais potente”, disse Ramos destacando o torque do Cummins ISB de 6.7 litros que deu o nome de Power à nova linha Cargo.

Ramos disse que como oferta de lançamento, as primeiras 500 unidades dos modelos Cargo 2431 e 3031, ambos com motor de 306cv de potência, seriam vendidos pelo mesmo preço da versão 2429, com motor de 290cv. “Isso mostra a confiança que temos no sucesso do novo produto. Além disso, Ford disponibiliza um programa de financiamento subsidiado para toda a sua linha 6×2, com condições especiais que facilitam a aquisição”, acrescentou. Os veículos são oferecidos na modalidade CDC (Crédito Direto ao Consumidor) com taxa de 0,96% para pagamento em 48 meses, com entrada de 20% e 90 dias de carência.

Motor Cummins ISB de 6,7 litros passou de de 290cv para 306cv. Ganho de potência exigiu mudanças na caixa de câmbio, cardan, eixo de tração e também no sistema de arrefecimento

MAIS FOCO NO PÓS-VENDAS

O Cargo Power 2431 conta com assistência pós-venda completa na rede de distribuidores Rede Ford Caminhões, que atualmente é formada por mais  de 100 pontos em todo o País. Dentro do novo posicionamento adotado para o pós-vendas, a marca centrou seu foco na rapidez, qualidade e preço justo para os serviços. O modelo 2431, por exemplo, contas com um novo pacote de manutenção Ford Service que oferece ao cliente três opções de contrato. O Class (inclui revisões), Plus (revisões e itens de desgaste) e Prime (assistência completa).

Uma das novidades da rede Ford Caminhões em termos de manutenção é a ferramenta de diagnóstico rápido desenvolvida para garantir  a satisfação dos clientes. Surgida do slogan “Seu mundo não pode parar”, trata-se de um capacete com câmera e celular para contato direto dos chefes de oficina com a área de engenharia da fábrica. O objetivo é ter agilidade na solução de possíveis problemas mais complicados.

O Cargo Power sai da fábrica com sistema de telemetria Fordtrac ativado, qual inclui funções de monitoramento e segurança. No futuro contará com uma central de monitoramento e e equipe de apoio técnico para acompanhar o veículo em tempo real. O gerente de pós-vendas da Ford Caminhões, Wilson Vasconcellos, conta que a nova mentalidade da companhia tem como meta estar sempre presente e atender o cliente em todos os momentos de sua jornada, com foco na fidelização. Vasconcellos acrescentou que esse trabalho é realizado junto com a rede e que os resultados já começaram a surgir. “Na última pesquisa, realizada em 2017, a Ford apareceu como vice-líder entre as marcas”, concluiu.