REGISTRO, SP, BRASIL, 22-08-2017,08H00: - BR-116 - Trecho entre Serra do Cafezal e Registro. - Pavimento, obras, sinalização, colaboradores, praças de pedágio, arrecadadores, CCO, veículos operacionais, atendimento ao usuário, entorno, comunidades, passarelas. - Foto: Rafael Neddermeyer/JV Foto

Nesta terça-feira(19/12), será inaugurada o último trecho duplicado da rodovia Régis Bittencourt (Br-116), na Serra do Cafezal. São 10 quilômetros de pistas entre os municípios paulistas de Miracatu e Juquitiba. Esperada há anos, a obra total compreende 30,5 quilômetros de extensão em região montanhosa coberta por mata atlântica.

Há grande expectativa de melhora no tráfego da região para os usuários da rodovia, principalmente pelos transportadores rodoviários de cargas e motoristas de caminhão. A travessia da Serra, em ambos os sentidos, tem sido há anos dos pontos mais críticos da rodovia, que se destaca por ser um dos principais corredores de carga do País e também a principal ligação entre as regiões Sudeste e Sul do País.

Com 39 pontes e viadutos e quatro túneis integrados à topografia da região, a obra vai melhorar a segurança de motoristas e facilitar o escoamento de mercadorias entre o Sul e o Sudeste do Brasil e os portos de Santos e de Paranaguá.  Há 10 anos sob administração da concessionária Arteris S.A, uma das maiores do País no setor de concessões, a obra de duplicação teve início há sete anos e passou por desafios como adequação do projeto a recomendações ambientais, licenciamentos, desapropriações, entre várias outras.