DCIM134GOPRO

A Umicore acaba de completar 25 anos de sua planta, localizada na cidade de Americana, interior de São Paulo. A unidade de catalisadores automotivos chegou ao País em 1991 para atender ao Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE) e contribuir para a redução na emissão de milhões de toneladas de poluentes na atmosfera.

Até 1991, os veículos brasileiros saiam das linhas de produção sem catalisador, que é responsável por transformar até 98% dos gases tóxicos provenientes da queima do combustível em gases inofensivos.

Fábrica de Catalisadores

Com 249 mil metros quadrados de área total e 10 mil metros de área construída, a planta do interior paulista iniciou as suas operações atendendo a Fiat e a Autolatina, joint venture formada entre a Ford e Volkswagen nos mercados brasileiro e argentino, entre 1987 e 1996. Em 25 anos, a empresa produziu cerca de 47 milhões de catalisadores para o setor original e da reposição, refletindo a confiança do mercado na fabricante.

“Completar bodas de prata no Brasil é motivo de muita alegria, especialmente para o time que acompanhou a instalação da empresa em Americana desde o início. Temos orgulho da história da companhia no Brasil, que contribui com o avanço tecnológico da indústria nacional e mundial e, acima de tudo, produz materiais de alta tecnologia que melhoram a qualidade de vida e saúde da população”, diz Stephan Blumrich, vice-presidente e diretor da Umicore Brasil.

A fábrica abriga o Centro Tecnológico de Emissões Veiculares (CTEV) para o desenvolvimento local de catalisadores automotivos da América Latina, que atende a projetos de montadoras e empresas de autopeças de dentro e fora do País. A estrutura foi instalada em 1992 e ampliada para auxiliar as fabricantes a atingir as metas do PROCONVE e produzir veículos mais limpos.

25 anos do Catalisador Automotivo e 30 do Proncove

Em comemoração aos seus 25 anos de atuação no Brasil, a Umicore lança neste mês o livro “25 anos do Catalisador Automotivo e 30 anos do Proconve: Uma estratégia de sucesso”. A publicação traz estudos técnicos e análises das principais contribuições que o trabalho da empresa e o programa trouxeram ao País. A utilização dos catalisadores foi a solução que mais agregou resultados positivos, contribuindo decisivamente para que a redução de emissões de CO, HC e NOx em veículos leves superasse a marca dos 95%.

“Esse livro resume os esforços realizados ao longo desses anos e nos ajuda a prospectar ideias para que possamos continuar em constante evolução”, afirma Stephan Blumrich, vice-presidente e diretor da Umicore Brasil.

Veículos pesados

Os veículos pesados tiveram uma estratégia diferenciada no início do Proconve. Com o objetivo de viabilizar as mudanças tecnológicas em prazos maiores e priorizar a implantação das medidas nos ônibus urbanos, o Programa realizou, a princípio, o controle de fumaça, ação mais imediata e preparatória para as fases posteriores.

Já a partir de 1996, limites de emissões de CO, HC, NOx e material particulado foram exigidos de forma gradativa, ao mesmo tempo em que a qualidade do óleo diesel continuou a ser melhorada. Esse foi o primeiro salto decisivo de qualidade, com o diesel S500 como combustível de referência, a partir de 1998.

Em 2012, com a implementação da fase P7 do Programa, catalisadores SCR ou de oxidação passaram a equipar os caminhões e ônibus novos, medida que, juntamente ao gerenciamento eletrônico do motor e a utilização de diesel S10, permitiu atingir cerca de 80% de redução nas emissões.