A Volvo está apresentando pela primeira vez no Brasil um caminhão autônomo. Trata-se de um VM preparado e testado, nas lavouras da Usina Santa Terezinha, em operação real no segmento sucroalcooleiro para o trabalho em canaviais e que já está pronto para ser comercializado. O veículo trafega automaticamente pelas lavouras com precisão de 2,5 centímetros de direção.

Essa tecnologia evita o caminhão pisotear nos brotos de cana e assim aumenta a produtividade do canavial.

Um mapa digital do canavial inserido no computador de bordo do VM permite que as linhas da plantação sejam reconhecidas. Porém, ainda é necessária a presença do motorista que, nesse caso, conduz o veículo até o início da linha na lavoura. Num segundo momento, o condutor entra em ação para retirar o caminhão da plantação e fazer o transbordo para os veículos que levarão a carga para a usina de açúcar.

O VM é um modelo 270 6X4 otimizado para operar em canaviais. Por conta dessa aplicação, o veículo sofreu várias modificações, sendo as mais visíveis os pneus maiores, aumento da altura das suspensões dianteira e da traseira. Entre outras mudanças se destinaram a proteger o catalisador, o injetor de ureia, as válvulas pneumáticas e a chave geral, além da vedação e realocação do radiador do ar condicionado.

“A tecnologia da Volvo proporciona alta precisão no traçado do caminhão, enquanto o motorista acompanha a operação e utliza o seu tempo para outras tarefas importantes, como o transbordo, o descarregamento e outros controles administrativos da operação”, explica Bernardo Fedalto, diretor de caminhões Volvo no Brasil.

 

Matéria completa na edição 509 da Revista O Carreteiro