Uma das apostas da MAN Latin America para o mercado brasileiro em 2018 é o caminhão mais vendido na Argentina em 2017. Trata-se do cavalo mecânico VW Constellation 17.280 4×2 apresentado na Fenatran em outubro passado. Até o final de novembro, foram vendidas 1.729 unidades no país vizinho.

O modelo é produzido por mãos brasileiras, em Resende (RJ), e tem vocação, inclusive, para operar com mais eficiência no lugar dos chassis rígidos 8×2 quando atrelado a um semirreboque de dois eixos juntos (33 toneladas de Peso Bruto Total Combinado) ou separados (36 t de PBTC). O modelo rígido 8×2 tem PBT de 29 toneladas. Logicamente, a vantagem, dependerá do tipo de operação urbana de curta e média distância.

Opções de cabine

O Constellation 17.280 está disponível na Argentina nas versões cavalo mecânico (Tractor) e rígido, que pode ser encomendado com três tipos de cabine: estendida, leito teto alto e leito teto baixo, com mais de 3,2 m de altura.

O modelo está equipado de série com freios com sistema ABS (que evita que a roda bloqueie quando o pedal de freio é pisado fortemente e entre em derrapagem) e EBD (funciona em conjunto com o sistema ABS e tem a função de distribuir a força de frenagem entre as rodas do veículo). O freio de cabeçote EVB, reduzindo a necessidade de utilização dos freios de serviço e, assim, os custos de manutenção.

“Entre os semipesados o 17.280 é parte do nosso sucesso de vendas, com grande aceitação no mercado. O motor MAN é um grande destaque, pois dispensa o uso de Arla 32”, diz Federico Ojanguren, gerente geral da divisão de Caminhões e Ônibus da Volkswagen Argentina.